Fechar

Vida saudável: como fazer uma reeducação alimentar?

Todo mundo quer ter uma boa alimentação. A busca por informações sobre os alimentos e como fazer uma reeducação alimentar vem crescendo aos poucos e fazendo com que as pessoas sejam mais saudáveis. Questões como alimentos sem glúten e sem lactose, veganismo, nutrientes necessários, controle da diabetes e do colesterol estão sendo colocadas na mesa.

Seja por motivo de saúde ou apenas estética, a sociedade passou a comer melhor nos últimos anos. Apesar da iniciativa, a falta de tempo — ou direcionamento nutricional — muitas vezes atrapalha na hora de colocar em prática a ideia da boa alimentação.

Neste artigo, separamos algumas dicas importantes para ajudar você a ter uma alimentação melhor. Confira!

Adapte seus hábitos alimentares à rotina

Não adianta querer mudar seus hábitos alimentares da noite para o dia. O organismo não funciona de modo imediato e você pode acabar causando prejuízos à saúde caso altere drasticamente a sua dieta. É preciso realizar a mudança gradativamente, entendendo melhor os nutrientes que são necessários para o seu corpo e conciliando sua rotina à nova dieta.

A forma como você se alimenta impacta diretamente no seu dia a dia, portanto, seu cardápio deve ser adequado aos seus afazeres diários. Dessa maneira, não vai faltar nenhum nutriente e você vai conseguir levar uma vida mais controlada e saudável.

Consuma alimentos adequados ao seu objetivo

Cada indivíduo tem um objetivo diferente quando decide fazer uma reeducação alimentar. Mas, em todo caso, é importante que as pessoas saibam usar os alimentos em prol da própria saúde. Para emagrecer, é necessário buscar por produtos integrais, pois eles auxiliam no processo de emagrecimento devido ao alto teor de fibras, favorecendo o aumento da saciedade.

Outros fatores, como beber muita água, evitar gordura, fazer refeições periódicas, também contribuem para uma boa alimentação. Se você já tem o costume de preparar as próprias refeições, experimente receitas novas — temperos diferentes também podem ajudar — ou substitua alguns alimentos na hora de preparar o prato. Veja algumas substituições:

  • pão francês por integral;
  • óleo de soja por azeite;
  • chocolate ao leite por amargo;
  • açúcar por adoçante;
  • leite integral por desnatado;
  • refrigerante por suco natural (sem ser os industrializados).

Além da troca dos alimentos, é importante ter controle das quantidades a serem ingeridas.

Fique atento às dietas restritivas

A ideia de que para emagrecer é preciso parar de comer determinados alimentos não é totalmente verdade. Muitas vezes, é suficiente apenas trocar alguns deles ou mudar a forma de ingestão (substituir batatas fritas por cozidas, por exemplo).

Para ter uma vida ativa, o corpo necessita dos nutrientes presentes nos alimentos. A falta deles pode atrapalhar o funcionamento do corpo e causar problemas à saúde futuramente. Então, esteja atento às grandes restrições!

Procure por ajuda nutricional

Mesmo que a motivação venha de cada um, é importante buscar por mais informações e auxílio nutricional. Um profissional da saúde é capaz de montar uma dieta proporcional ao seu objetivo e acompanhar os resultados.

Paralelamente à sua nova rotina, procure também praticar atividades físicas. Isso pode trazer mais ânimo e vontade de continuar com a vida saudável. Manter o foco e não desistir é fundamental para o êxito da reeducação alimentar. Apesar de perceber uma melhora imediata na saúde, pode levar um tempo para notar o processo de emagrecimento.

Gostou das dicas de como fazer uma reeducação alimentar? Assine a newsletter e fique por dentro de mais informações para sua saúde.

A OneMarket é seu mercado online de alimentação inclusiva. Saiba mais sobre como vamos mudar o que você sabe sobre alimentação saudável. Quero Conhecer

Comentários

Comentário

Fechar