Fechar

Vinho tem glúten? Descubra agora

O vinho é, sem sombra de dúvidas, uma das bebidas alcoólicas mais saudáveis. Estudos confirmam que o consumo desse produto pode auxiliar na prevenção de algumas doenças, como é o caso de problemas que atingem o nosso coração. No entanto, pessoas com restrições alimentares têm receio de consumi-lo por não saberem se o vinho tem glúten.

As pessoas que sofrem com a doença celíaca — a intolerância ao glúten — precisam se preocupar com a presença dessa proteína em diversos alimentos. Apesar das regras para embalagens, que devem conter a informação sobre a presença ou não do glúten, todo cuidado é pouco quando falamos sobre os traços dessa substância.

Gosta de vinho, mas tem receio de consumi-lo por esse motivo? Tem problemas com a ingestão do glúten? Foi pensando em você que criamos este artigo para tirar todas as suas dúvidas sobre o tema. Boa leitura!

Produtos Sem Lactose é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem lactose e sem lácteos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Açúcar é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem açucar do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Veganos é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos veganos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Glúten é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos glúten do país. Encontre Schãr, Aminna, Belive, Casarão e outras marcas que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Conheça a OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos saudáveis do país. Encontre snacks, alimentos a granel, suplementos e outros produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Conhecer
Como é feita a fabricação do vinho?

A fabricação do vinho é iniciada com a colheita das uvas. Elas podem ser de diferentes espécies e variedades e são as responsáveis diretas pelo sabor e características da bebida. Em alguns casos, são feitos os chamados blends, bebidas que utilizam mais de uma variedade da fruta em sua composição.

Em seguida, é feita a sua maceração, que é quando as uvas são amassadas e separadas —ou não — de suas cascas. Logo depois, vem a principal etapa, que consiste na fermentação dessas uvas para a produção do vinho. Durante o processo, leveduras farão com que o álcool surja na bebida.

Por fim, os vinhos são envelhecidos, normalmente em barris de carvalho. Esse processo ajusta o sabor e faz com que as suas características fiquem mais concentradas. Após o término, o vinho é engarrafado e está pronto para ser comercializado.

Como pode ocorrer a contaminação cruzada na produção dos vinhos?

Como podemos perceber, não há a adição de ingredientes com glúten em nenhuma das etapas mencionadas acima. No entanto, a contaminação cruzada pode ocorrer por meio de dois fatores.

O primeiro deles é o uso de selantes, um produto especial utilizado nos barris de carvalho a fim de intensificar o processo do envelhecimento do vinho. Por ser uma pasta fabricada a partir de farinha, é possível que ocorra a contaminação cruzada com a bebida.

O outro procedimento perigoso envolve a clarificação e estabilização da bebida, eliminando partículas que flutuam sobre o líquido. Nesse caso, algumas das substâncias utilizadas podem conter glúten.

Afinal, vinho tem glúten?

Já conseguimos notar que, apesar do vinho não conter glúten em seus ingredientes, alguns processos feitos para a sua obtenção podem causar a contaminação cruzada no produto. Então, afinal de contas: vinho tem glúten?

Se você tem algum problema com essa proteína, não se preocupe: as chances de contaminação ao tomar vinho são praticamente inexistentes. Isso ocorre porque o limite para que a bebida seja considerada livre de glúten é de cerca de 2 ppm (partes por milhão). Ou seja, reações alérgicas com essa quantidade são extremamente raras.

Além disso, a prática da utilização de selantes e substâncias para a refinação a base de farinha são muito incomuns hoje em dia. Na atualidade, normalmente são utilizadas pastas com base em parafina e outros compostos livres de glúten, tornando o vinho uma bebida muito segura para celíacos e intolerantes.

Quais são as outras bebidas que não contêm glúten?

Além do vinho, outras bebidas são naturalmente livres de glúten por conta de sua composição ou processo de fabricação — no caso da destilação, por exemplo, que elimina a proteína nociva. Algumas delas são:

  • vodka;
  • whisky;
  • gin;
  • rum;
  • champagne;
  • conhaque;
  • tequila;
  • bourbon.

A cerveja não faz parte dessa lista, pois se trata de uma bebida feita a partir da cevada fermentada. Felizmente, hoje existem opções de cerveja sem glúten para os que não abrem mão dessa bebida.

No final das contas, a verdade é que o vinho não tem glúten. Por isso, é perfeitamente possível degustar uma taça de vez em quando e se beneficiar com todas as vantagens trazidas pela ingestão dessa bebida, sem medo de ser feliz!

Gostou deste artigo? Confira, então, nosso e-book com receitas de pães sem glúten para harmonizar com os vinhos e preparar aquela refeição especial!

Comentários

Comentário

Fechar