Fechar

Alergia à proteína do leite de vaca: 6 dicas para cuidar do seu filho APLV!

Quem tem filho com APLV, que é a alergia à proteína do leite de vaca, sabe o quanto uma reação alérgica gera desespero e pode trazer complicações fatais para a saúde. Por isso, cuidados nunca são demais, especialmente quando a criança é pequena e dependente do auxílio de adultos.

A boa notícia é que, basicamente, para evitar qualquer imprevisto, é importante estar atento a 6 dicas que são essenciais. Elas estão divididas entre boas práticas em casa, na escola e em viagens. Confira!

Produtos Sem Lactose é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem lactose e sem lácteos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Açúcar é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem açucar do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Veganos é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos veganos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Glúten é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos glúten do país. Encontre Schãr, Aminna, Belive, Casarão e outras marcas que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Conheça a OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos saudáveis do país. Encontre snacks, alimentos a granel, suplementos e outros produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Conhecer
Boas práticas em casa

1. Isolar a proteína do leite do resto dos alimentos em utensílios

Qualquer resquício de leite é suficiente para desencadear reações alérgicas em quem tem APLV. Portanto, os utensílios domésticos utilizados na alimentação precisam estar 100% higienizados.

Uma solução bem eficiente para evitar a contaminação cruzada é ter utensílios exclusivos para preparar os alimentos do seu filho e também na hora de higienizar os itens — jarra do liquidificador, talheres e esponja de louça, por exemplo.

2. Pesquisar na internet para saber quais alimentos comprar

Tem sido cada vez mais frequente ouvir relatos de pais e mães que possuem filhos com alergia à proteína do leite de vaca. Isso tem contribuído para ampliar o mercado de produtos voltados a esse público. Na internet, você encontra informações ricas sobre opções de alimentos que não possuem leite de vaca. Use o buscador de pesquisas a seu favor e diversifique o cardápio em casa.

Boas práticas na escola

3. Orientar os professores

É comum as crianças experimentarem o lanche dos coleguinhas. Isso, porém, é algo que não pode acontecer com quem possui APLV, pois corre o risco de ingerir algo que contenha leite. Portanto, é importante conversar com os professores para que eles fiquem atentos na hora da refeição na escola e evitem que seu filho tenha algum contato com alimentos que não sejam os dele.

Em dias festivos, peça para que a escola avise antecipadamente sobre quais alimentos estarão disponíveis para as crianças. Assim, é possível preparar uma versão segura para ser oferecida ao seu filho.

4. Preparar o lanche para levar à escola

A maior parte das escolas não disponibiliza um cardápio exclusivo para crianças com APLV. A solução mais segura é a criança comer o lanche ou a refeição preparada em casa. Por isso, reserve um tempo diariamente para providenciar os alimentos que seu filho levará à escola.

Boas práticas em viagens

5. Informar-se sobre onde ficam os hospitais próximos

Ao estar longe de casa, é essencial perguntar sobre a localização e telefone dos prontos-socorros na cidade. Essa é uma maneira preventiva de lidar com emergências, caso aconteça alguma ingestão acidental. Da mesma forma, tenha sempre em mãos a medicação utilizada para reações alérgicas graves.

6. Ter cautela com refeições diferentes

Comer na rua merece muita cautela. É importante optar por estabelecimentos que oferecem pratos específicos para quem tem APLV ou, então, preparar a própria comida no local em que se está. Quando estiver em passeios, leve alimentos como frutas, barras de cereais, oleaginosas e outras opções que não contenham leite em sua composição.

Percebeu o quanto essas recomendações são essenciais para evitar complicações de saúde relacionadas à alergia à proteína do leite de vaca? Com o tempo, esses cuidados passarão naturalmente a fazer parte do dia a dia.

Se você quer diversificar o cardápio em casa, mas sem correr qualquer risco, baixe o e-book: 5 receitas para fazer com seu filho APLV e convide-o para colocar a mão na massa!

Comentários

Comentário

Fechar