Fechar

Relacionamos 5 perguntas e respostas sobre alergia ao leite de vaca

A alergia ao leite de vaca (APLV), especialmente comum entre crianças e recém-nascidos, é a preocupação de muitas mães que temem os sintomas apresentados pelos filhos e buscam uma solução por meio do tratamento. Hoje, segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), aproximadamente 350 mil crianças têm APLV.

Tanto quanto outras alergias alimentares, como à soja e às castanhas, a alergia à proteína ao leite de vaca ocorre quando o indivíduo com predisposição genética ingere alimentos derivados e seu organismo reconhece componentes de suas proteínas como ameaças. Assim, o sistema imunológico reage a elas e forma anticorpos, que ocasionarão sintomas alérgicos.

Mais comuns em crianças cujos pais já apresentaram a alergia ou quando não podem mamar no peito e tomam fórmulas, também pode ser apresentada por bebês que só tomam leite do peito. Nesse caso, o tratamento deve ser seguido pela mãe.

Neste post selecionamos 5 perguntas e respostas mais comuns a respeito da APLV. Confira!

Produtos Sem Lactose é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem lactose e sem lácteos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Açúcar é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem açucar do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Veganos é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos veganos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Glúten é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos glúten do país. Encontre Schãr, Aminna, Belive, Casarão e outras marcas que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Conheça a OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos saudáveis do país. Encontre snacks, alimentos a granel, suplementos e outros produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Conhecer
1. Quais são os sintomas da alergia ao leite de vaca?

A APLV pode apresentar sintomas respiratórios, cutâneos e desconfortos gastrointestinais. Entre eles, destacam-se vômitos, cólicas, muco nas fezes, diminuição do apetite e diarreia, alternada com episódios de intestino preso.

Na pele, os sinais se evidenciam a partir de urticária, dermatite atópica e inchaço labial ou na região da pálpebra. Já no sistema respiratório, a alergia pode causar coriza, dificuldade de respirar e chiado no peito.

Crianças com APLV também podem ter problemas de crescimento e ganho de peso caso não sejam levadas a um profissional para a realização de diagnóstico e tratamento. Em casos de sintomas levados ao extremo, decorridos da exposição à proteína do leite de vaca, o maior perigo é o risco de choque anafilático.

2. Como é feito o diagnóstico?

Para diagnosticar a alergia ao leite de vaca, é necessário recorrer à avaliação clínica. Por meio dela, o médico poderá indicar exames laboratoriais para a identificação de alergia às proteínas do leite, além de recomendar dieta sem derivados desse alimento durante 2, 3 ou 4 semanas, para observar como o organismo se comporta.

Após esse período, é feito um teste de provocação oral. Nele, o profissional recomenda a introdução dos alimentos com leite novamente na rotina, a fim de identificar se o organismo volta a reagir com os sintomas alérgicos e de poder, enfim, prescrever um tratamento.

3. Como distinguir alergia ao leite de vaca de intolerância à lactose?

A alergia configura uma reação do sistema imunológico, normalmente apresentada por bebês e crianças. Independentemente da quantidade ingerida, quem a tem apresentará sintomas alérgicos.

Já a intolerância à lactose, mais verificável em adultos em diferentes níveis, se relaciona à enzima lactase, responsável por absorver a lactose — cuja ação é reduzida ou suprimida neles. Os principais sintomas são gastrointestinais, de forma que não se manifesta na pele ou no sistema respiratório.

4. É possível consumir alimentos sem lactose?

Não necessariamente, pois há alimentos sem lactose que possuem as proteínas do leite. Um leite sem lactose, por exemplo, é o alimento comum acrescido da enzima lactase, que torna sua digestão facilitada por intolerantes.

Para saber se o alimento é recomendado à criança que apresenta APLV, é fundamental que não contenha leite nem tampouco traços de leite em sua composição no rótulo, a fim de evitar contaminação cruzada.

5. Existe cura para alergia ao leite de vaca?

Com acompanhamento médico, dieta e utilização dos medicamentos adequados, o paciente que apresenta APLV pode tratá-la e se tornar um adulto que consome leite e laticínios sem sofrer quaisquer riscos de saúde.

Embora assuste muitas famílias devido aos sintomas que pode causar em crianças, a alergia ao leite de vaca, quando diagnosticada de forma prematura e assistida por pediatra, pode ser curada para garantir mais qualidade de vida ao alérgico. Para o tratamento, hoje há uma grande oferta de alimentos e receitas que podem ser feitas sem a proteína do leite e sem perdas nutricionais.

Comentários

Comentário

Fechar