Fechar

Lendo o rótulo dos produtos: ingredientes de origem animal

Para os veganos, principalmente quem está no início da nova alimentação, ir ao supermercado pode ser uma tarefa árdua. Isso porque às vezes é complicado saber quais produtos contêm ingredientes de origem animal, já que eles podem estar escondidos na etiqueta sob nomes diferentes.

Por isso, ler os rótulos é algo que todo vegano deve aprender, tornando bem mais fácil a identificação desses ingredientes.

Mas você sabe ler o rótulo de um produto? Conhece os ingredientes de origem animal usados em cada um? Então, continue a leitura que a gente explica!

Produtos Sem Lactose é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem lactose e sem lácteos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Açúcar é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos sem açucar do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Veganos é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos veganos do país. Encontre os produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Produtos Sem Glúten é na OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos glúten do país. Encontre Schãr, Aminna, Belive, Casarão e outras marcas que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Experimentar
Conheça a OneMarket
A OneMarket é o maior mercado de alimentos saudáveis do país. Encontre snacks, alimentos a granel, suplementos e outros produtos que você ama e receba na porta da sua casa.
Quero Conhecer
Como saber se um produto tem ingredientes de origem animal?

Em primeiro lugar, é preciso saber que se um produto tiver uma porcentagem de colesterol superior a 0% com certeza ele tem algum ingrediente de origem animal.

Isso porque alguns vegetais contêm colesterol, mas em quantidades desprezíveis, logo, qualquer porcentagem de colesterol em algum produto representa que nele existem ingredientes de origem animal.

Mas não se engane, o contrário não vale! Nem todos os produtos que não têm colesterol são veganos. Então, como fazer?

Como identificar os ingredientes dos rótulos?

Só existe uma forma de descobrir se um produto é ou não vegano: destrinchando os elementos da lista de ingredientes. Você reconhecerá os ingredientes de origem animal mais óbvios bem rapidamente: soro de leite, leite em pó, gema de ovo, caldo de carne etc.

Se não encontrar nenhum desses ingredientes, procure com mais atenção por outros ingredientes, como gelatina, caseína, albumina etc. Também é bom ficar atento aos produtos que têm os termos “natural” e “biológico” no rótulo, já que isso às vezes não tem nada a ver com selos veganos.

Para ajudar na tarefa, listamos os ingredientes de origem animal mais comuns em produtos industrializados, que acabam se escondendo pelo nome.

Ingredientes que podem não ser veganos

Ácido láctico

Pode ser de origem vegetal, obtido por meio da fermentação de amido de milho ou açúcar de beterraba, mas também pode não ser.

Albumina

Albumina geralmente é derivada do ovo. Recomenda-se evitar, a menos que haja indicação de que é de origem vegetal.

Aroma natural

O “aroma natural” pode ser qualquer coisa, incluindo subprodutos de carne. Recomenda-se evitar, a menos que haja indicação de que é de origem vegetal. Um exemplo é o aroma natural de baunilha, que pode ser feito de secreções de glândulas que os castores têm junto ao ânus!

Glicerina

Pode ser produzida a partir de gordura animal ou ser de origem vegetal/sintética.

Lecitina

Se for vegetal, o mais comum é ser chamado de “lecitina de soja”.

Ômega-3

Normalmente é extraído do óleo de peixe, mas pode ser de origem vegetal também.

Vitamina A

Geralmente é de origem sintética ou de origem animal (retinol). A alternativa vegetal são os carotenoides (provitamina A).

Ingredientes que não são veganos

  • carmim ou ácido carmínico — é extraído de insetos esmagados e usado como corante;
  • caseína — derivado de leite animal;
  • gelatina — produzido com ossos e ligamentos de animais;
  • lactose — derivado de leite animal;
  • soro de leite — derivado de leite animal;
  • vitamina D3 — normalmente, a vitamina D3 é obtida a partir de cera de lã de ovelha (lanolina) ou de óleo de peixe; a alternativa vegetal é a vitamina D2.

E os ingredientes dos cosméticos?

Vimos alguns ingredientes facilmente encontrados em produtos alimentícios. Mas e os cosméticos? Sabia que uma imensa variedade dos produtos de higiene e maquiagem também contêm ingredientes de origem animal? Vejamos alguns deles!

Ingredientes que podem não ser veganos

Ácido Esteárico

A maior parte desses ácidos é obtida a partir da banha do porco, mas também está presente em alguns óleos vegetais, principalmente no óleo de coco.

Colágeno ou elastina

Geralmente é retirado das proteínas do tecido conjuntivo dos animais, mas pode ser obtido sinteticamente. É preciso entrar em contato com o fabricante para ter certeza.

Ácido hialurônico

Normalmente é derivado da crista do galo, mas também pode ser de origem bacteriana. Melhor conferir com o fabricante ou não consumir.

Almíscar

Originalmente essas fragrâncias eram feitas a partir dos órgãos genitais da lontra, do castor, de veados e outros animais, mas já existem em versões sintéticas (maioria).

Ingredientes que não são veganos

  • lanolina — esses ácidos graxos são secretados de pele de ovelha;
  • tutano e placenta de boi — retirado dos bois e comumente usados em produtos para o fortalecimento do cabelo;
  • queratina — é uma substância retirada da juba, penas ou chifres dos animais;
  • esqualeno — também chamado de esqualano, essa substância contém óleo de fígado do tubarão.

Com quais produtos devemos tomar cuidado?

Alguns produtos parecem obviamente veganos, mas escondem segredos. Aqui vai uma lista de alimentos que podem não ser veganos.

Maçãs

As maçãs brasileiras estão a salvo porque não são adulteradas no processo de industrialização, mas as maçãs importadas podem passar por uma lavagem que retira a cera natural, que depois é substituída por goma-laca, um subproduto de uma resina produzida por besouros.

Batata frita congelada

Melhor comprar batatas e fritar em casa: as batatas congeladas podem ter conservantes químicos, como gordura bovina, ou então serem pré-fritas em banha.

Bebidas alcoólicas

cerveja pode ser filtrada com produtos derivados dos peixes, caranguejos ou gelatina. No vinho, essas mesmas substâncias podem ser usadas para remover os taninos.

Quais são os selos de certificação para produtos veganos?

Uma forma de garantir que os produtos sejam totalmente veganos é observar se eles contêm os selos emitidos por instituições certificadoras. Conheça alguns!

Selo SVB

O selo da Sociedade Vegetariana Brasileira garante que os produtos não passaram por testes em animais e que também não têm ingredientes de origem animal.

Selo vegano nacional e internacional

No Brasil, a emissão do selo vegano é feita pela Veganismo Brasil, mas eles também podem certificar produtos de origem estrangeira usando o selo da Vegan Society.

Certificado orgânico

A certificadora IBD usa como critério para chamar um produto orgânico que mais de 95% dos seus ingredientes sejam orgânicos. A cadeia de produção desses produtos respeita o Código Florestal Brasileiro e não faz uso de agrotóxicos.

Curtiu aprender um pouco sobre como detectar ingredientes de origem animal nos alimentos e cosméticos? Se você tem dificuldade para adquirir esses produtos na sua cidade ou no seu supermercado, que tal experimentar a OneMarket?

Compre produtos veganos na OneMarket

  • BiO2 Barra de Proteína Alfarroba 40g - biO2 R$ 7.74
  • Natural Science Manteiga Veghee Com Sal 160g - Natural Science R$ 26.09
  • Carob House Alfarroba Mix 260g - Carob House R$ 30.60
  • Legurmê Molho Pesto Orgânico 155g - Legurmê R$ 17.95
  • Mais Pura Chips Assados de Batata Doce com Ervas Finas 32g -... R$ 8.90

Veja outros produtos

Comentários

Comentário

Fechar